Quem Somos?

Mais de 500,000 alunos em 40 países já escolheram a Open English.

Quem Somos

UM JEITO DIFERENTE DE APRENDER

A Open English é líder no ensino de inglês na América Latina e no mercado hispânico dos EUA. Fundada em 2007, a empresa criou um inovador curso de inglês online, com o objetivo de revolucionar a maneira de aprender o idioma e atender à necessidade do profissional moderno, que não dispõe de muito tempo. Aqui as aulas são personalizadas, divertidas e acontecem ao vivo, 24 horas por dia, 7 dias por semana, com professores americanos.

A empresa oferece seus serviços a alunos de toda a América Latina – inclusive do Brasil -, ao mercado hispânico radicado nos EUA e, mais recentemente, na Espanha. A Open English possui escritórios em Miami, São Paulo, Bogotá, Caracas e Buenos Aires.

UMA EMPRESA QUE NÃO PARA DE CRESCER

O crescimento da Open English nos últimos três anos foi impressionante: em 2010, a empresa contava com 5 mil alunos; em 2011, mais de 20 mil; e no fim de 2012, 65 mil. No primeiro trimestre de 2013, já eram mais 30 mil alunos inscritos. Hoje, a Open English possui 500 mil alunos matriculados e 70 mil alunos ativos.

Criadores da Open English

Nuestra Historia

Historia de Open English

OPEN ENGLISH: APRENDENDO ONLINE

Em 2003, Andrés Moreno criou na Venezuela, seu país de origem, uma escola de inglês one-to-one, voltada a ensinar o idioma a executivos de empresas listadas como as 500 maiores da Forbes. Em 3 anos, já havia conquistado clientes como Cargill, Sun Microsystems e Procter & Gamble, entre outras.

Através dessa experiência, Andrés começou a identificar as falhas dos métodos tradicionais e após mais de 35 mil horas de aulas dadas por sua escola, decidiu que era preciso reinventar a maneira de aprender inglês. Junto com seu ex-colega de faculdade (na Universidad Simón Bolívar, da Venezuela), Wilmer Sarmiento, começou a estabelecer as bases do que viria a se tornar a Open English: a comodidade de aprender inglês online em qualquer lugar, a qualquer hora; o acesso a professores cujo idioma nativo fosse o inglês; um conteúdo multimídia interessante; e um sistema que promovesse a interação humana com orientadores e professores dispostos a ajudar o aluno a alcançar seu objetivo. Isso é, falar um inglês fluente e aumentar suas oportunidades de sucesso.

Enquanto Sarmiento permanecia na Venezuela criando a versão Beta da OpenEnglish.com junto com um grupo de programadores talentosos, Moreno foi até a Califórnia a procura de investidores interessados em financiar a empresa. Foi lá que ele conheceu Nicolette Rankin, que viria a se tornar sua sócia e esposa. Juntos, eles conseguiram arrecadar o capital inicial para criar o programa e desenvolver a plataforma de aprendizagem.

A empresa foi lançada comercialmente em 2008, na Venezuela, e em 2010 no restante da América Latina. Graças ao seu sucesso, a Open English atraiu financiamentos de grandes empresas norte-americanas de investimento. Na terceira rodada de capital, já havia arrecadado mais de US$ 50 milhões para sua expansão. Em 2010, começou sua atuação no mercado brasileiro, onde, somente em seu primeiro ano, conquistou mais de 10 mil alunos. Esse sucesso facilitou a captação de mais US$ 65 milhões, somando um total de US$ 120 milhões.

Tamanho investimento permitiu à Open English continuar a trabalhar para alcançar seu objetivo de revolucionar o ensino de inglês. Hoje, a diretoria e mais cerca de 2 mil colaboradores, entre contratados e terceirizados, concentram-se em reforçar a participação da marca na América Latina (incluindo o Brasil) e preparar a empresa para conquistar novos mercados, como a comunidade hispânica nos EUA e a Europa, começando pela Espanha, nossa mais nova operação.