A importância do inglês no mercado de trabalho em diferentes carreiras

A importância do inglês no mercado de trabalho em diferentes carreiras

A importância do inglês no mercado de trabalho em diferentes carreiras

Tempo de leitura: 6 minutos

Nós ouvimos falar muito, e desde pequenos, da necessidade de falar inglês para termos as melhores oportunidades profissionais, não é mesmo? Mas será que a importância do inglês no mercado de trabalho em diferentes carreiras é a mesma? Ou será que o impacto é diferente a depender da sua área de atuação? 

É essa pergunta que nos levou a investigar e trazer o texto de hoje! Vem coma gente.

A importância do inglês para o crescimento da carreira

Vamos começar pelo o que parece indicutível: é muito importante falar inglês para que sua carreira alcance o máximo pessoal. E quem garante isso é só a gente. Uma pesquisa da Robert Ralf — uma das principais consultorias em RH do mundo — mostrou que 80% dos executivos de RH entrevistados concordam que a fluência em inglês é necessária.

Vamos agora olhar para o impacto do domínimo do inglês em alguns aspectos diferentes do desenvolvimento da sua carreira.

Pré-requisito ou diferencial

O Brasil não é um país bilíngue. Quando olhamos para diferentes pesquisas encontramos alguma diferença entre os dados, mas todos indicam que a fluência em inglês no país é menor que 5% da população adulta.

Em contrapartida vivemos em um mundo cada vez mais globalizado e que adotou a língua inglesa como idioma oficial desse novo mundo conectado para além das fronteiras físicas. O resultado é que o mercado de trabalho passa a ver o domínio da língua inglesa cada vez mais como um pré-requisito e menos como um diferencial.

A empresa de recrutamento Catho, em pesquisa própria, estimou que 50% das vagas de emprego no país já citam falar inglês como pré-requisito. Ou seja: falar inglês ainda é um diferencial, mas rapidamente será apenas o mínimo.

Oportunidades no exterior

Falando em mundo globalizado, o inglês é o seu ticket para que a sua carreira passe a ter todo o planeta como fonte de oportunidades. O inglês é falado, como língua nativa ou segundo idioma, por mais de 1 bilhão de pessoas pelo mundo — atrás apenas do mandarim. 

Maior salário

Aqui não tem muito mistério: quem fala inglês no Brasil tem, na média, um salário maior do que aqueles não falam. A depender da área essa diferença chega a incríveis 72% para pessoas em cargos similares — dados da Catho. Então, não custa lembrar: aprender inglês não é gasto, é investimento!

Networking

Você provavelmente já conhece essa palavra em inglês, certo? Seu networking é sua rede de contatos proifissionais. Não apenas colegas ou ex-colegas, mas a totalidade de contatos que você fez (e fará!) ao longo da sua carreira. O mercado de trabalho, afinal, é todo feito de pessoas.

Falar inglês é expandir seu universo de contatos e possíveis contatos para esse mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do glogo que falam o idioma.

Estudo e atualização

Por fim — mas definitivamente não menos importante — o inglês é a língua número dos da maior parte das áreas de estudo e especilização. Para você ter noção, 95% de todos os artigos publicados em revistas especializadas pelo mundo são em inglês

O que isso significa? Que ler e ouvir em inglês te coloca em condições de sempre estar o mais atualizado possível na sua área! Livros, artigos, palestras, podcasts, talks… É todo um novo universo de informações à disposição de quem aprende o inglês.

A importância do inglês no mercado de trabalho em diferentes carreiras em dados

Lembra da nossa questão lá no começo do texto? Vamos à resposta: a importância do inglês no mercado de trabalho em diferentes carreiras não é a mesma. O inglês é mais ou menos frequentemente exigido a depender da área de atuação que olhamos. 

Um estudo de 2021 do Banco Nacional de Empregos (BNE), revelou que essas são as 15 carreiras com exigência mais frequente do inglês nas vagas anunciadas:

  • Analista de Relações Internacionais
  • Analista de Comércio Exterior
  • Analista de importação e exportação
  • Engenheiro de Telecomunicações
  • Secretária bilíngue
  • Gerente de projetos
  • Tradutor
  • Analista de infraestrutura
  • Gerente de TI
  • Engenheiro eletricista
  • Analista de Business Intelligence
  • Analista de Comunicação
  • Gerente de Marketing
  • Analista de processos
  • Analista de redes.

Carreiras executivas

Com a internacionalização do vocabulário do mundo dos negócios, é possível que você já esteja habituado às siglas que tomaram conta dos nomes dos cargos executivos das grandes empresas. É o caso do presidente-executivo, muito chamado de CEO (chief executive officer). Será que mesmo nesses cargos, tão altos e remunerados, o inglês ainda é uma questão?

Bem, a mesma pesquisa salarial da Catho que citamos anteriormente mostra que a diferença salarial entre executivos que falam ou não inglês é de 56%, na média. Ainda, um levantamento da consultoria Michael Page revolou que apenas 33% dos altos executivos do país têm um nível de inglês satisfatório. Viu a oportunidade, aí?

Tecnologia

Segundo a  Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes), o Brasil já é o 10% maior mercado de profissionais de TI do mundo! Isso tudo apesar de sofrer com um sério de déficit de profissionais na área, que deve chegar a mais de 400 mil postos até o fim de 20222. Isso mesmo! Mais de 400 mil postos de emprego… Sobrando!

Em uma entrevista ao jornal O Globo, o executivo Leonardo Filardi, diretor da escola de programação 42|RIO revelou que um dos grandes motivos para essa carência de profissionais de tecnologia é… Isso mesmo: fluência em inglês. 

Saúde

Se você é um profissional da saúde, talvez tenha reparado que nenhuma carreira da área aparece no top 15 apresentado acima. Porém, assim como as carreiras em tecnologia, existe um grande déficit de profissionais da saúde pelo mundo. 

Aí entra um dos tópicos que abordamos: oportunidades no exterior. Países como Canadá e Reino Unido, têm grande oferta de vagas para médicos e enfermeiros, por exemplo, inclusive ofertando facilidades para e apoio para o processo de visto e mudança. Mas… Isso mesmo, tem que falar inglês!

Marketing e comunicação

Não é segredo que o marketing e as áreas de comunicação em geral se transformam em uma velocidade incrível! Esse é um dos principais diferenciais que o falante da língua inglesa tem nesta área. 

Em um campo em constante mutação e altamente suscetível às novas tecnologias e às trends do momento, o profissional que fala inglês tem um maior e mais rápido acesso às informações, processos e tecnologias que fazem a diferença.

Não resta dúvida de que o inglês faz uma baita diferença para a sua carreira chegar onde você sempre sonhou, não é mesmo? 

Ainda que o efeito de falar (ou não) a Língua da Rainha possa ser mais ou menos intenso dependendo da área, parece inegável a importância do inglês no mercado de trabalho em diferentes carreiras.

Então, se você ainda não chegou lá na tão sonhada fluência em inglês, que tal dar esse passo e aprender inglês com a Open English? Contamos com 100% de professores nativos e aulas ao vivo todos os dias. Confira! 

Quero dar o próximo passo da minha carreira!

🚀🚀🚀